Portais da Cidade

Notcias na 25 de maro

Listando: 6 10 de 1411
Empresa espanhola de software capta US$ 80 milhões para acelerar expansão, principalmente no Brasil

A empresa espanhola de software para a área de recursos humanos Factorial anunciou hoje (6) uma captação de US$ 80 milhões (aproximadamente R$ 410 milhões). O aporte foi realizado pela Tiger Global, gestora norte-americana de fundos de private equity, modalidade de investimento na qual a investidora compra uma parte de determinada empresa tornando-se sócia do negócio.



A Factorial foi fundada por Pau Ramon Revilla, Jordi Romero e Bernat Farrero

Fundada em 2016, em Barcelona, por Jordi Romero, Pau Revilla e Bernat Farrero, a companhia vai usar o dinheiro para acelerar sua expansão internacional, com foco especial no Brasil. “Vemos o país como um dos principais mercados para 2022”, afirma o CEO Jordi Romero. A empresa – que já está presente em mais de 65 países, incluindo França, Portugal, Itália, Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos e México – acaba de iniciar as operações em território nacional, com a abertura de um escritório na cidade de São Paulo.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

Em paralelo ao projeto de expansão também está prevista a contratação de colaboradores, que integrarão o time de mais de 250 funcionários em todo o mundo. Segundo Romero, a expectativa é triplicar o tamanho da empresa até 2022, tendo o Brasil como um país estratégico para conquistar essa meta. “É uma economia gigantesca. Acreditamos que o Brasil está se transformando ainda mais rápido do que mercados mais maduros, o que aponta o país como uma aposta certeira. Esperamos uma grande ascensão do mercado brasileiro para os próximos anos, e queremos fazer parte deste movimento”, diz.

O executivo explica, ainda, que parte do valor recebido com a captação será destinado a adaptações no produto, a fim de atender às empresas brasileiras nos seus processos de recrutamento de talentos, abertura de escritórios, campanhas de marketing e promoção de eventos. O software de gestão da empresa centraliza todos os processos de recursos humanos e departamento pessoal, do recrutamento e seleção à admissão, registro de ponto, férias e ausências, passando pela avaliação de desempenho, feedbacks e variáveis nas folhas de pagamento.

A expectativa da companhia é ocupar a liderança entre os fornecedores de tecnologia para RH, ajudando as organizações parceiras – como KFC, Booking.com e Whisbi – a administrarem melhor suas equipes, democratizar o acesso de dados e automatizar fluxos de trabalho.

(Fonte: Redação) - 08/09/2021
Xiaomi pausa produção do Redmi Note 10 devido à escassez de chips

Xiaomi interrompe toda a produção do Redmi Note 10 na Indonésia; enquanto empresa afirma que modelo está "esgotado", o motivo seria a escassez global de chips

A escassez mundial de chips finalmente atingiu uma das poucas empresas que ainda não havia sido duramente afetada. Em suas redes sociais, a Xiaomi da Indonésia revelou neste último final de semana que o smartphone Redmi Note 10 está "esgotado" e indisponível no país, sem dar mais detalhes do porquê. Porém, a principal hipótese por trás da interrupção da produção do aparelho no país é pela fabricante simplesmente não possuir chips suficientes.



O celular foi lançado há seis meses, equipado com o chip Snapdragon 678 da Qualcomm em sua versão mais básica, o Redmi Note 10. Dito isso, a Xiaomi da Indonésia está tentando redirecionar a demanda pelo smartphone esgotado para outros dispositivos mais caros da linha.

O Redmi Note 10 Pro, por exemplo, vem com outro chip processador, o Snapdragon 732G. Também estão disponíveis os modelos Redmi Note 10 5G e o Redmi Note 10S. Contudo, nada garante que essas versões também não se esgotem. Por mais que a Xiaomi tenha encerrado a oferta do Redmi Note 10 apenas na Indonésia, existem relatos de baixos estoques do smartphone em todo o mundo.

Não é explicada claramente a razão da interrupção das vendas do smartphone na Indonésia. Mas, o principal e mais provável motivo para o esgotamento do dispositivo no país é a escassez de chips que aflige o mercado global de tecnologia.

Pandemia causou escassez mundial de chips
A pandemia de COVID-19 forçou diversas fábricas de múltiplas empresas a fecharem as portas temporariamente para conter as infecções. Outro fator a ser considerado são as sanções impostas pelos Estados Unidos (EUA) às companhias chinesas. Assim, fabricantes de chips de fora da China têm dificuldade em atender à demanda gigantesca por essas peças.

Vale lembrar também que não são apenas os smartphones que precisam de chips. Outros eletrônicos, como notebooks e consoles, também estão sofrendo com a escassez do componente, que chegou até mesmo ao setor automotivo.

Ao que tudo indica, essa crise vai continuar a existir pelo menos até o final deste ano, embora alguns analistas sugerem que o efeito inverso pode ocorrem em breve, com uma produção de chips que crescerá exponencialmente conforme as fábricas são reabertas e todas as empresas busquem desesperadamente atender a enorme demanda atual.

Tecnologia facilita na corrente da positividade

Bem estar digital para todos

O poder do agora. A frase é título de um best-seller americano, mas é também o desejo de consumo de 9 entre dez pessoas no planeta. De tempos em tempos uma rede social é tomada por um desafio novo. O da gratidão e o de valorizar o momento presente para ser mais feliz tem contagiado todo mundo. Até porque dizer ‘obrigado’ e demonstrar sentimento de agradecimento verdadeiro acaba sendo uma ferramenta social importante. Agradecer coisas simples da vida eleva a energia e transforma nossa fisiologia a e nossa biologia. Ah, e inclusive de quem nos cerca! Isso acontece porque a atitude ativa o sistema de recompensa e gera uma substância chamada dopamina, conhecida por melhorar a nossa sensação de bem-estar.

Nessa esteira, redes sociais miram cada vez mais no intuito de promover a gratidão em suas plataformas e valorizar o aqui e agora. Os espaços, que também sempre foram palcos de conteúdos violentos e de ofensas, ligando esses fóruns de debates online às atrocidades do mundo real, hoje se mostram bem receptivos aos sentimentos positivos. E estas redes sociais influenciam na promoção de sentimentos nobres na web.

Funcionando como uma linda corrente do bem. Uma excelente notícia para todos nós.

As aulas voltaram ao normal neste segundo semestre de 2021, mas a preocupação com a privacidade em um mundo de aprendizagem remota ainda é uma realidade para muitos. Sabemos das inúmeras vantagens que a Tecnologia nos oferece, porém existe um custo alto para se estar online e várias situações podem colocar sua proteção e das crianças em risco. Na hora das avaliações digitais, no compartilhamento de informações, nos protocolos de monitoramento e, principalmente se na sua casa o QI de alfabetização digital sobre segurança e os passos principais a serem tomados forem baixos. Recursos e treinamentos são fundamentais. É importante discutir o que é privacidade com seus pequenos. Eles precisam saber identificar golpes, como de phishing por exemplo.

Peter Brandt sugere que Cardano, Ethereum e Bitcoin podem seguir o caminho da Microsoft

Em seu tweet recente, o trader de longa data Peter Brandt sugeriu que o movimento volátil que Cardano, Ethereum e Bitcoin estão experimentando agora pode acabar sendo um mero pontinho no radar.

Brandt publicou dois gráficos sobre a Microsoft, a segunda maior empresa em capitalização de mercado, para mostrar seu ponto de vista.

Um deles ilustra a turbulenta ação do preço das ações na faixa de US$12 a US$27, que durou um período de 2007 a 2013. O outro, entretanto, mostra claramente que é necessário uma lupa para detectar essa volatilidade depois que a MSFT disparou para US$286.

As ações da gigante da tecnologia atingiram seu atual recorde de US$289,67 em 23 de julho.

O crescimento das criptomoedas foi comparado ao de empresas de tecnologia desde sempre, e algumas dessas comparações podem parecer banais e insubstituídas. Ainda assim, o exemplo da Microsoft pode servir como uma lição valiosa para observadores de mercado que estão hiperconcentrados nas flutuações de preços do dia a dia.

O pico aparentemente intransponível do Bitcoin de US$20.000, atingido no auge da corrida de touros de 2017, agora empalidece em comparação com o pico atual de quase US$65.000 que foi registrado em março.

Claro, também é preciso levar em conta os fundamentos por trás do crescimento. A Microsoft foi capaz de se transformar com sucesso em um gigante da computação em nuvem na década de 2010, o que explica seu crescimento estelar.

A criptomoeda, por outro lado, permanece em grande parte nova e não testada, apesar de ter visto uma adoção popular muito mais ampla.

Cardano continua crescendo
Embora a alta do Bitcoin tenha aparentemente atingido o botão de pausa, Cardano está em frangalhos nos últimos dias.

No início de hoje, atingiu US$1,89, seu nível mais alto desde 20 de maio na bolsa Binance.

Conforme já relatado, o CEO da IOHK, Charles Hoskinson, revelou que a data do lançamento do Alonzo hard fork, que irá liberar a tão esperada funcionalidade de contratos inteligentes, será anunciada na sexta-feira.

(Fonte: Por Gabrieli Torres) - 11/08/2021
MassMutual fecha parceria com NYDIG para fornecer Bitcoin para instituições

A Massachusetts Mutual Life Insurance Company dobrou seus esforços com o Bitcoin por meio de uma parceria com o New York Digital Investment Group. Ambas as partes visam permitir que clientes institucionais da gigante dos seguros recebam exposição à criptomoeda.

De acordo com o anúncio datado de 11 de agosto, a corretora de seguros, fundada há uma década e meia atrás, firmou um “contrato de agente de colocação” com a NYDIG.

Por meio de sua corretora, a MML Investors Services (MMLIS), a MassMutual oferecerá aos clientes qualificados acesso a um fundo Bitcoin, fornecendo “uma maneira alternativa e eficiente de investir” na criptomoeda.

“À medida que o MassMutual explora maneiras de integrar a criptomoeda em diferentes áreas de seus negócios, a MMLIS viu uma demanda crescente de nossos profissionais financeiros e de seus clientes para ganhar exposição em bitcoin.” – comentou Daken Vanderburg – Chefe de Investimentos da MMLIS.

Vanderburg acrescentou que este é apenas “mais um passo” para a empresa em seu caminho para colocar a criptomoeda em sua “prateleira de produtos com o objetivo de garantir que nossos profissionais financeiros e clientes tenham as ferramentas de que precisam para continuar a construir carteiras amplamente diversificadas.”

Robert Gutmann, cofundador e CEO da NYDIG, elogiou os esforços da seguradora conforme ela continua a “inovar e liderar o mercado quando se trata de Bitcoin”.

É importante notar que esta não é a primeira joint venture entre as duas empresas, já que a MassMutual fez um investimento de capital na NYDIG no ano passado.

Aconteceu bem na época em que a empresa, sediada em Springfield, Massachusetts, anunciou que havia comprado US$ 100 milhões em BTC.

(Fonte: Por João Victor) - 11/08/2021
Listando: 10 de 1411

Anuncie

Sobre o Portal da 25 de Março

O Portal da 25 de Março foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua Santa Ifigênia no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área doméstica em geral.